domingo, 2 de agosto de 2009

Antiético: Sarney se “defende” na rede

Dia 28 de julho, o jornal Correio Braziliense publicou matéria que conta que uma equipe de jornalistas recém-formados foram contratados para monitorar redes sociais e blogs de jornalistas/comentaristas para “salvar” a imagem do presidente do Senado. A matéria informa que o time vai utilizar perfis falsos para postar mensagens em defesa de Sarney.

Além de antiético o fato de utilizar um “fake”, acredito que, nessa situação, é necessário avaliar seus valores pessoais antes de aceitar um trabalho como essa. Enfim, falsidade ideológica é crime.

Essa discussão também acontece na comunidade Inovadores Digitais. Acesse e participe.

Um comentário:

Ocappuccino disse...

Se soubesse disso antes poderia ter enviado curriculo para o gabinete do Sarney hgeeheheh

mateus