sábado, 9 de junho de 2007

A moda do consumo responsável

Anvisa propõe que anúncios publicitários de alimentos e bebidas com baixo teor nutricional veiculem frases sobre o perigo do consumo excessivo.

No dia 04 de junho, o jornal Valor Econômico publicou reportagem sobre a proposta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de limitar a divulgação e promoção de alimentos com quantidades elevadas de açúcar, gordura saturada, gordura trans, sódio e bebidas de baixo valor nutricional.

Tenho entendido que, cada vez mais, o governo tem buscado caminhos para educar a população a optar por produtos que lhe proporcionem melhor qualidade de vida. O mercado publicitário tem perdido muito com isso, pois já tiraram da mídia cigarros e medicamentos e ainda vão atingir bebidas com teor alcoólico igual ou maior que 0,5 grau Gay-Lussac (cervejas, vinhos, coolers e ices).

Todas essas mudanças ressaltam ainda mais o papel do relações-públicas nestas organizações. A função primordial desse profissional é o de fazer a leitura do cenário para a Companhia e atuar, principalmente, no processo de adaptação das mensagens-chave quando se dirigem aos seus públicos, entre eles os consumidores.

Estamos na era do consumo responsável, da redução de custos e reforço das práticas cidadãs. Por isso, o RP deve acompanhar estas questões para que não caminhe na contramão e incentive ações que fujam dos novos rumos da sociedade.

2 comentários:

Claudia (trio maravilha) ahaha disse...

Edu!!
parabéns pelo blog.
Conte comigo sempre!!
Estou adorando trabalhar com vc.

Beijão

Fefo disse...

Ahhhhhhhhh

E não esquece de explicar o que é gordura TRANS.....huauhauhuah.....porque eu já ouvi cada uma!